Ir para o conteúdo
Logo NIC.br Logo CGI.br
Como parte das atividades de coordenação de esforços para implantar o IPv6 no Brasil, um cronograma foi desenvolvido, com base no diálogo com provedores Internet, operadoras de telecom e provedores de conteúdo. O cronograma pode ser considerado uma recomendação técnica do NIC.br e um guia, mas não é um documento estático, pode evoluir com o tempo. É baseado numa lógica bastante simples:
  • As operadoras de telecom devem oferecer trânsito IPv6 primeiro, para que os demais sejam capazes de implantar o protocolo.
  • O conteúdo deve migrar rápido para IPv6: todos os sites, e-Gov, e-commerce, corporativos, etc, para que não corram risco de perda de audiência, e porque isso evitará que provedores de acesso tenham de implantar técnicas de transição complexas, caras e nocivas à Internet, como o NAT444 ou Carrier Grade NAT.
  • Usuários domésticos e redes corporativas devem realizar a migração de forma planejada, começando tão logo quanto possível.
calendario-v6

Compartilhe

Busca