Ir para o conteúdo
Logo NIC.br Logo CGI.br
11 JUN 2012

Habilitando IPv6 no Windows

A Microsoft lançou uma primeira versão experimental de suporte ao IPv6 em 1998, que podia ser instalada no Windows 95 ou no Windows 98. Entretanto ela apresentava muitas limitações, de modo que se algum usuário que ainda possua uma dessas duas versões do Windows instalada em sua máquina, deseje utilizar IPv6, é aconselhável que atualize a versão de seu Sistema Operacional para uma mais recente. Em maio de 2000, com o objetivo de... leia mais


11 JUN 2012

Habilitando IPv6 no Linux

Linux O primeiro código relacionado ao IPv6 foi adicionado ao kernel do Linux na versão 2.1.8 por Pedro Roque, ainda com muitas limitações. Com a versão 2.2.x o suporte ao IPv6 passou a ser compilado junto ao kernel e já apresentava maior estabilidade, entretanto ainda não vinha habilitado por padrão. Hoje em dia, a maioria das distribuições Linux já vem com o suporte ao IPv6 habilitado e com uma boa gama de funcionalidades... leia mais


11 JUN 2012

Habilitando IPv6 no MAC OS X

Mac OS X O suporte a IPv6 faz parte do pacote Mac OS X desde a versão 10,2 Jaguar e, por padrão, ele já vem habilitado. Entretanto, para verificar se ele realmente está habilitado em sua máquina, execute em uma janela do terminal o seguinte comando: ping6 -c5 ::1 Se o resultado for o seguinte (ou similar): $ ping6 -c5 ::1 PING6 (56 = 40 +8 +8 bytes):: 1 ->:: 1 A partir de 16 bytes:: 1, icmp_seq = 0 hlim = 64 tempo = 0,168 ms A partir de 16... leia mais


11 JUN 2012

Túnel via SixXS

Cadastro e requisição do Tunnel Broker Instalação no Windows XP Instalação no Windows Vista e 7 IPv4 estático IPv4 dinâmico Instalação no Ubuntu Cadastro e requisição do Tunnel Broker Entre no site do SixXS; Clique na opção “Signup for new users”; Se você não tem um “NIC Handle” (geralmente usuários comuns não tem), clique em... leia mais


11 JUN 2012

Túnel via Freenet 6

Cadastro Instalação no Windows Visão geral das abas Instalação no Linux Configuração Cadastro Para realizar o download do programa, é necessário estar logado no site: Acesse o link http://www.gogo6.com/profile/gogoCLIENT. Caso seja cadastrado, no menu direito, clique em "Sign In" ou conecte-se utilizando uma das redes sociais listadas. Caso contrário, clique na opção "Join gogoNET" para... leia mais


06 JUN 2012

Inscrição - Curso IPv6 Básico - São Paulo (ênfase em roteamento)

Utilize o formulário abaixo para inscrever-se no curso IPv6 básico, do NIC.br. Saiba mais sobre o curso e conheça seus pré-requisitos acessando http://ipv6.br/basico. As inscrições para a turma de Outubro, em São Paulo, estarão abertas até dia 28 de Setembro, ou até que se completem as vagas. A realização do curso é condicionada a um mínimo de 24 inscrições. Nos próximos dias os... leia mais


06 JUN 2012

Tunnel Broker via Hurricane Electric

Configurando o Tunnel Broker Importante Cadastro e instalação IP dinâmico Configurando o Tunnel Broker Importante Os túneis da Hurricane Electric exigem que o endereço IPv4 fornecido seja alcançável via ICMP, caso contrário, não será permitido a criação do túnel. Além disso, caso seja utilizado NAT, deve-se permitir o uso e redirecionamento do protocolo 41 (que determina o valor IPv4 Protocol... leia mais


06 JUN 2012

Testando o NAT64/DNS64 - visão do usuário final

Dentre as técnicas de transição existentes, o NAT64/DNS64 tem sido uma das mais citadas, e já vem sendo testada por alguns provedores, como a T-Mobile nos EUA. No entanto, essa técnica possui uma particularidade, ela atua em redes com endereçamento interno exclusivamente IPv6 e apesar do longo tempo desde a definição deste protocolo, existem diversas aplicações que ainda não o suportam, principalmente as voltadas para... leia mais


05 JUN 2012

Cronograma de implantação

Como parte das atividades de coordenação de esforços para implantar o IPv6 no Brasil, um cronograma foi desenvolvido, com base no diálogo com provedores Internet, operadoras de telecom e provedores de conteúdo. O cronograma pode ser considerado uma recomendação técnica do NIC.br e um guia, mas não é um documento estático, pode evoluir com o tempo. É baseado numa lógica bastante simples: As operadoras de telecom... leia mais