Ir para o conteúdo
Logo NIC.br Logo CGI.br
Parece que foi ontem que lançamos a primeira versão do sítio IPv6.br, que na época apenas agregava uma série de documentos e recursos didáticos sobre o protocolo. Mas já se passaram 10 anos, e conquistamos muito nesse período. Atualmente, quase 30% dos internautas brasileiros utilizam IPv6, muitas vezes sem mesmo saber!

Para marcar os 10 anos da iniciativa IPv6.br, o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR promoveu no dia 9 de outubro, em São Paulo, uma edição especial do Fórum Brasileiro de IPv6.

O evento reuniriu representantes de provedores de acesso e conteúdo, de universidades, empresas, consultores e profissionais para debater os avanços da adoção do IPv6 no Brasil e os desafios atuais e futuros que envolvem temas como a Internet das Coisas (IoT na sigla em inglês) e o futuro desligamento do IPv4.

Os interessados no evento podem conferir mais informações em: 
https://10anos.ipv6.br/

Confira também o vídeo do evento:
Parte 1

Parte 2



Nos últimos 10 anos o NIC.br tem promovido, por meio do IPv6.br, uma série de atividades, cursos presenciais e de Educação a Distância (EaD), palestras, produção de vídeos didáticos, para divulgar e incentivar a adoção da versão 6 do protocolo Internet, além da publicação de um livro sobre o tema.

“Ao longo da última década, o IPv6.br contribuiu de forma significativa para aumentar a conscientização dos operadores de rede sobre a adoção do IPv6, facilitando o trabalho na implantação ao mesmo tempo que diminui, de forma significativa para as empresas, o custo de formação de profissionais. O IPv6.br oferece treinamentos e materiais didáticos de forma gratuita. O evento de 10 anos celebra junto com a comunidade técnica os resultados alcançados, e reflete sobre os próximos desafios e estratégias”, ressalta Milton Kashiwakura, Diretor de Projetos Especiais e de Desenvolvimento do NIC.br. Hoje, aproximadamente 30% dos usuários de Internet no Brasil utilizam IPv6, proporção que está acima da média mundial, que está em 24%. “Esse crescimento, sem percalços, é resultado da visão e do compromisso de longo prazo que o NIC.br tem com o desenvolvimento da Internet no Brasil”, complementa.

Programação

O panorama do esgotamento do IPv4 e distribuição de IPv6 nos últimos dez anos foi apresentado por Ricardo Patara (NIC.br). Outro tema de destaque, a importância do IPv6 para IoT, foi tratado em um painel pela pesquisadora e estudiosa no tema, Ines Robles, enquanto representantes de provedores de conteúdo e de acesso à Internet participaram do painel para comentar os desafios da implantação do IPv6 e do desligamento do IPv4.

Questões técnicas e jurídicas envolvendo CGNAT (solução provisória adotada por empresas para compartilhar os IPsv4 entre diversos usuários simultâneos) e a guarda de logs no âmbito do Marco Civil da Internet e da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais também foram analisadas no evento, incluindo um debate sobre aplicações de jogos e IPv6. A proposta serviu para discutir os entraves técnicos relacionados a essas plataformas, quando não forneçam suporte a Ipv6, além de incompatibilidades que surgem com o compartilhamento de IPv4.

A programação do evento reservau ainda espaço para uma apresentação sobre a história do IPv6.br, a cargo da equipe responsável pelo projeto, um jantar de comemoração e uma homenagem a empresas e instituições que tiveram participação importante no processo de implantação do IPv6 no Brasil – que incluiu universidades, bancos, provedores de acesso e de conteúdo.

Sobre o IPv6.br

Em janeiro de 2015, apenas 0,1% de usuários de Internet no Brasil utilizavam IPv6. “O avanço se deu basicamente nos últimos quatro anos e tem sido muito expressivo. Hoje, praticamente um em cada três usuários de Internet no Brasil usa IPv6 e a curva mostra que o crescimento é irreversível e contínuo”, comemora Antonio M. Moreiras, gerente de Projetos e Desenvolvimento do NIC.br.

Ao total, mais de 5.500 alunos que operam em redes de diferentes tamanhos no Brasil foram treinados em cursos presenciais pelo NIC.br, nas cinco regiões do País. O investimento realizado pela entidade é oriundo de recursos advindos do registro de domínios ‘.br’. Já o módulo de Educação a Distância (EaD) possui 4.770 alunos inscritos, com emissão de 664 certificados.

Outra iniciativa, o livro “Laboratório de Ipv6”, foi distribuído desde junho de 2015 para 572 instituições de ensino que possuem cursos voltados para a área de Redes de Computadores (saiba como solicitar). O NIC.br continua promovendo palestras e workshops em eventos técnicos e acadêmicos. 

Compartilhe

Busca